Posts

3feae810-a1e5-4117-961b-fb2b45002d26

Mulher, Alimentação e Agroecologia em debate na Mercur

97d8919f-daba-4973-a188-a8084332c40d

Santa Cruz do Sul – As mulheres protagonizaram o debate na Semana de Alimentos Orgânicos da AAVRP/2019 no espaço da Mercur, onde cerca de 100 pessoas se reuniram para discutir a importância da mulher na produção de alimentos e promoção da Agroecologia, em evento chamado pela Articulação de Mulheres em Agroecologia (AMA).

Logo após uma mística cheia de significados, com presença de muita juventude, mulheres, técnicos/as em geral no Lab Social da Mercur, houve o encontro com a professora palestrante Cláudia Petry, da Universidade Passo Fundo. O evento contou ainda com depoimentos de representantes das Entidades que compõe a AMA, como a EFASC e CAPA. Além da oportunidade de compartilharmos experiências, saberes e degustar sabores de alimentos limpos, nutritivos e saudáveis produzidos por agricultores familiares locais.

Em seguida a professora Cláudia Petry destacou o protagonismo das mulheres na história da humanidade. “O ambiente doméstico é o primeiro ambiente onde ocorre a diferenciação dos afazeres femininos e masculinos, mantido pela construção social e históricas de que cabe à mulher a responsabilidade pelos afazeres da casa, pelo preparo da comida, pelo processamento dos alimentos, pelo cuidado com os filhos, doentes e idosos, além de todo processo reprodutivo, como gestação e amamentação, produtivo e comunitário”, finalizou.

Para uma das coordenadoras da AMA, a mestranda em Extensão Rural Marina Tauil, esse evento da das Mulheres na SAO da AAVRP foi considerado um sucesso para a organização, pois “a lógica de nossa sociedade patriarcal e machista, o papel da mulher é reforçado pelo ideário capitalista, pois é benéfico à manutenção de uma sociedade que só visa o lucro, que estes trabalhos não recebam o devido reconhecimento e seja realizado sem gratificação monetária. Assim os trabalhos nos espaços públicos são dominados exclusivamente por homens e requerem um esforço duplo, quando dizer, triplo, das mulheres para ocuparem estes ambientes”, pondera Marina.

Outro ponto destacado no debate foi o que debateu a professora Cristina Vergutz, também da coordenação da AMA: “A invisibilidade da luta das mulheres precisa ser derrubada e o paradigma de que o trabalho reprodutivo não tem valor. Fundamentais para suprir as necessidades vitais dos seres humanos e à manutenção das atividades preeminentes ao processo da vida, as mulheres, como seres humanos, detentoras de direitos, precisam ser vistas de forma igualitária e ter sua dignidade e cidadania respeitada”, enfatiza.

Assim a SAO da AAVRP 2019 vai indo para o seu último dia, nesse 05/06, as 20h onde será feito o fechamento dessas atividades, na sede da EFASC, juntando as entidades da Articulação, para avaliarem as 18 atividades propostas e fazer um balanço final das atividades.

899aa30b-cfb7-46f0-85a7-f5e9a83935d6

5f5bc03c-1473-4ab7-bd8a-4c91504689ad

3feae810-a1e5-4117-961b-fb2b45002d26

3f7e0596-af3e-4bee-ad14-21a26bb6611b

d47ce482-46f9-4647-b3a9-c1446ea9fe94

2f37ec61-7f49-4aa9-931f-0b8998592c36

Semana dos Alimentos Orgânicos evidencia nova realidade de produção

 

Evento promovido pela Articulação em Agroecologia do Vale do Rio Pardo teve abertura junto à Efasc, em Linha Santa Cruz

Veja a programação aqui SAO 2019_AAVRP

Santa Cruz do Sul – Foi aberta oficialmente nesta sexta-feira pela manhã, junto à Escola da Família Agrícola (Efasc), em Linha Santa Cruz, a Semana dos Alimentos Orgânicos. A promoção é da Articulação em Agroecologia do Vale do Rio Pardo (AAVRP). Estiveram presentes em torno de 150 pessoas entre estudantes, professores, técnicos e agricultores.

A ação da articulação contará com 18 atividades, entre seminários, debates, dias de campo, ao longo dos próximos 12 dias, em vários municípios da região, fechando no dia 5 de junho, com a expectativa de envolver diretamente cerca 1,5 mil pessoas.

Foi realizada uma mística organizada pela Efasc, com base na canção de Milton Nascimento e Chico Buarque “Cio da terra”, que aqueceu os participantes anunciando o que viria pela frente. Em seguida as entidades que formam a AAVRP se manifestaram sobre a importância da Semana dos Alimentos Orgânicos estar sendo feita de maneira conjunta e fortalecendo a AAVRP, formada por 21 entidades que trabalham com a produção orgânica e promoção da agroecologia na região.

No painel que abriu os trabalhos da Semana dos Alimentos Orgânicos – SAO AAVRP/2019, foi abordada temática “A Agroecologia no contexto do Vale do Rio Pardo”, que contou com a contribuição da professora do PPGDR/Unisc, Virgínia Elisabeta Etges, do agricultor familiar agroecológico e fundador do “Grupo Eco da Vida” de Venâncio Aires (RS), Roque Finkler, e também outra componente do mesmo grupo, a egressa da EFASC e acadêmica do bacharelado em Agroecologia UERGS/AGEFA, Bruna Richter Eichler.

O trio abordou as suas respectivas e diferentes trajetórias pessoais, profissionais e institucionais junto a agricultura familiar camponesa na região, bem como suas experiências e vivências na produção orgânica e promoção da agroecologia no Vale do Rio Pardo.

A avaliação da abertura da Semana de Alimentos Orgânicos da AAVRP/2019 foi muito positiva, segundo um dos coordenadores, Adair Pozzebon. “Hoje é dia de celebrarmos a partilha e também aquilo que pensamos e fazemos em conjunto, para fortalecer ainda mais a AAVRP”. O agricultor familiar Roque Finkler destaca que o momento em que a região vem passando, com cada vez mais atividades e entidades se organizando em torno da produção orgânica e agroecológica, é fruto de uma luta histórica.  “Essa luta sempre teve na produção de alimentos saudáveis uma possibilidade concreta de desenvolvimento”, aponta Finkler.

Programação

Na próxima semana seguem atividades da SAO AAVRP / 2019. A próxima atividade ocorre no dia 27, às 19h, com palestra sobre o tema Agrotóxico e produção orgânica, no Auditório do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar.

Nos dias 31 de maio e 3 de junho, respectivamente nas escolas Goiás (turnos manhã e tarde) e Luiz Dourado, ocorre o Uergs – Cine Debate. No dia 4 de junho será realizado o encontro Mulheres, alimentação orgânica, com a participação de Claudia Petry, da Articulação Mulheres e Agroecologia (AMA), em parceria com o Capa, das 13h30 às 16h na Mercur.

No dia 5 de junho ocorre o Dia de Campo sobre Biodigestor e produção de alimentos agroecológicos, na propriedade de Jean Hirsch, em Linha São João, Sinimbu, das 9 às 17h. promovido pela Associação dos Agricultores Produtores de Alimentos de Sinimbu e, às 19h30, será realizada a cerimônia de encerramento da SAO AAVRP/2019, na Efasc.

a87668bc-7b61-4216-b3a0-83e1c00eaca8 448f7229-057a-4b13-8a99-9ff0bf11eddc 2f37ec61-7f49-4aa9-931f-0b8998592c36 faf035e7-ee5b-4264-ad49-59109e9124a1