Governador recebe convite de lideranças da região

Uma comitiva de lideranças de Santa Cruz do Sul e região esteve na manhã desta sexta-feira, 19 de janeiro, no Palácio Piratini, em Porto Alegre, para fazer o convite oficial ao governador do Estado, José Ivo Sartori, e ao ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, para participarem da cerimônia de abertura da Expoagro Afubra 2018 e da inauguração do Centro Vocacional Tecnológico (CVT) da Diversificação da Agricultura. Ambos eventos ocorrerão no dia 20 de março, em Rincão Del Rey, Rio Pardo. Os recursos investidos na construção do CVT são oriundos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).Convite Sartori

Participaram do encontro com Sartori e Kassab o senador Lasier Martins; o deputado Edson Brum; o presidente e o vice-presidente da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Benício Albano Werner e Marco Antonio Dorneles, respectivamente; o pró-reitor de Extensão e Relações Comunitárias da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Angelo Hoff; e o secretário do Planejamento, Indústria e Comércio de Rio Pardo, Diego Dressler.

APL Agroindústria e produção de alimentos assina convênio para criação de rede de comercialização

Recursos são oriundos da Consulta Popular de 2016/2017 na ordem de R$ 465.531,68 e serão aplicados em 18 meses

Santa Cruz do Sul – A agricultura familiar do Vale do Rio Pardo poderá ter um incremento importante para a comercialização de seus produtos nos próximos meses. O Arranjo Produtivo Local da Agroindústria e Alimentos da Agricultura Familiar do Vale do Rio Pardo (APL VRP), através da entidade gestora Associação Pró-Ensino de Santa Cruz do Sul (APESC), assinou nesta quinta-feira com a Secretaria de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (SDECT), um convênio para a criação de uma rede de comercialização de produtos oriundos da agricultura familiar.

329716_761835_apl_convenio_11_01_2018
O convênio foi assinado pelo pró-reitor de Extensão e Relações Comunitárias, Angelo Hoff, e pelo gestor do APL VRP, Jesus Edemir Rodrigues, junto à SDECT. Os recursos são oriundos da Consulta Popular de 2016/2017 num valor de R$ 465.531,68, a serem aplicados em 18 meses.
O objetivo dessa rede de comercialização é ter um sistema de estoque de mercadorias que irá integrar todas as unidades produtivas, como agroindústrias familiares, cooperativas e associações de agricultores familiares produtores de alimentos, gerenciados pelo APL VRP, a fim de buscar novos mercados institucionais e o mercado final de cliente pessoa física.
O pró-reitor de Extensão e Relações Comunitárias da Unisc, Angelo Hoff, explica que para tanto, será necessário o desenvolvimento de uma plataforma de gerenciamento para atender a rede de comercialização de alimentos do APL VRP e de plataforma de comercialização capaz de apurar o estoque de alimentos, controle de fluxo de mercadorias e atributos fiscais entre comerciantes e fornecedor, que já está em andamento com a finalização do Daqui Alimentos.

Ainda será necessário o cadastramento dos comerciantes de alimentos do APL, a disponibilização e capacitação de equipe gestora atuante na rede de comercialização, a aplicação do plano de marketing para o APL VRP e a identificação de novos mercados institucionais e de consumidor final para os alimentos do APL.
Metas
Entre as metas estabelecidas no plano de trabalho estão a criação de um sistema gerencial e de estoque (para integrar as organizações de agricultores, cooperativas e associações, à rede de comercialização para atender pelo menos nove municípios do Vale do Rio Pardo. Realizar visitas às unidades produtivas de alimentos da agricultura familiar no VRP para estruturar e organizar a produção de alimentos com a rede de comercialização.
Também estão previstos a realização de cursos de capacitação, com pelo menos 25 agricultores familiares cada um, de no mínimo, 4h de duração cada, nas áreas de produção, agro industrialização e comercialização de alimentos produzidos pelo APL VRP. Criação de uma carteira de clientes, com pelo menos 20 pessoas jurídicas cadastradas, para adquirir alimentos produzidos pela agricultura familiar no VRP e servir de modelo para prospectar novos clientes. Elaboração de um manual de normas e procedimentos para a comercialização de alimentos. Mapear todas as feiras rurais e todos os pontos de venda de alimentos produzidos pela agricultura familiar nos 23 municípios do Vale do Rio Pardo, identificando a origem e procedências destes alimentos.