Entidade Gestora

A Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) assumiu em janeiro de 2016 a gestão do Arranjo Produtivo Local do Valle do Rio Pardo (APL VRP) – Produção de Alimentos e Agricultura Familiar, em substituição à Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), que ocupou este espaço desde 2012.

A Unisc foi indicada pelas demanis entidades que compõem a Governança do APL e aceitou este desafio, por se enquadrar dentro dos princípios enraizados na universidade de estar envolvida no desenvolvimento regional dos vales do Rio Pardo e Centro-Serra.

Para o Programa de APLs, uma Entidade Gestora assume a responsabilidade da mobilização e contratação de recursos técnicos e humanos para a execução das atividades de coordenação, governança, elaboração e execução de projetos cooperados necessários à organização do APL para o seu desenvolvimento, de seu território e sua população. Ela será a responsável pela gestão de recursos aplicados pelo projeto APLs.

logo-unisc

História

A história da UNISC se confunde com a história da Associação Pró-Ensino em Santa Cruz do Sul, sua mantenedora, fundada em 1962. Na época, a APESC já sonhava com uma Universidade, mas percorreu um longo caminho até atingir esse objetivo.

Os esforços da Associação começaram a ser recompensados  em 1964, quando foi criada a Faculdade de Ciências  Contábeis. Em 1967 tiveram início  os cursos da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. Em 1968, foi a vez da Faculdade de Direito e, dois anos depois, da Escola Superior de Educação Física.

Como a APESC não possuía patrimônio próprio, as faculdades iniciaram suas atividades em salas de aula cedidas pelos colégios locais.  Em1973, passaram a ocupar o pavilhão central  do atual Parque da Oktoberfest  e, a partir de 1977, foram transferidas para um prédio próprio, construído pela APESC  nas proximidades desse  parque, na rua Coronel Jost. No início da década de setenta, a APESC, pensando no futuro Campus Universitário, também  adquiriu a excelente área onde hoje se localiza o Campus-sede da UNISC.

Em 1980 a mantenedora obteve a aprovação do MEC para criar as Faculdades Integradas de Santa Cruz do Sul, a FISC, unindo as quatro faculdades por ela mantidas. Com isso, a conquista da Universidade parecia mais próxima.

A FISC passou a oferecer cursos de licenciatura em regime especial de férias e cursos de pós-graduação lato sensu em nível de especialização  e, pensando em universidade, incentivava a qualificação docente e as  atividades de pesquisa e de extensão.  A APESC, com o apoio da comunidade, procurava  também a ampliação do acervo da biblioteca, a instalação de  um Centro de Processamento de Dados e a obtenção  de financiamento federal para viabilizar a construção do Campus Universitário.

EM 1982,  o Campus sede da Unisc começou a ser edificado, tendo sido para ele transferidas em 1984 a Faculdade de Ciências Contábeis e Administrativas e a Faculdade de Direito.  As demais faculdades e cursos permaneceram no prédio da FISC, aguardando a mantenedora obter recursos para dar continuidade às obras no Campus.

As crises econômicas e o processo de democratização vivido pelo país na década de oitenta repercutiram na Instituição e contribuíram  para estabelecer e reforçar princípios e valores que se evidenciaram em especial  na vivência democrática em todos os níveis, no planejamento participativo, na transparência administrativa, e no compromisso com a comunidade.

O projeto que deu origem à UNISC foi construído,  assim, com intensa participação da comunidade acadêmica  e regional. A Carta-Consulta com vistas à criação da Universidade, foi aprovada em 1991, pelo então Conselho Federal de Educação – CFE  dando início a um processo de transição em que foram extintas as Faculdades, com reorganização de seus departamentos, que  passaram a ligar-se diretamente à Administração Superior. Em 1993 o processo de criação da Universidade chegou ao fim com pleno êxito, passando a entidade a  denominar-se Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC).

Os anos seguintes foram marcados por um acelerado desenvolvimento em todos os aspectos. Houve uma nova arrancada de obras no Campus, o que permitiu que até 1997 todos os cursos pudessem ser transferidos para esse local.  Muitos novos cursos foram criados, com significativo aumento do número de estudantes.

Em 1994 a UNISC implantava seu primeiro curso de Pós Graduação Stricto Sensu, o Mestrado em Desenvolvimento Regional que, desde  2002, também oferece Doutorado. Hoje a UNISC também oferece Mestrado e Doutorado em Direito, além de  mais seis Mestrados: Mestrado em Letras,  em Sistemas e Processos Industriais,  em Tecnologia Ambiental, em Educação, em Promoção da Saúde e em Administração.

Na área da Educação Superior,  a conquista do status de Universidade permitiu à Instituição direcionar seu  desenvolvimento para novas áreas, como a da Saúde, com a criação dos cursos de Psicologia, Enfermagem, Fisioterapia, Odontologia, Nutrição, Farmácia e Medicina. A área das Engenharias teve também grande expansão, com os cursos de Engenharia Agrícola, Engenharia de Produção, Arquitetura e Urbanismo,  Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Computação e Engenharia Elétrica.

Atendendo às propostas de parceria de alguns municípios gaúchos, a  Universidade  estabeleceu Campi fora de sede em Sobradinho, em 1998; em Capão da Canoa, em 2001; em Venâncio Aires, em 2004; e em Montenegro, no ano de 2011.

O caráter comunitário da UNISC faz com que ela cresça  acompanhando os avanços tecnológicos sem descuidar da atenção ao ser humano e ao meio ambiente. Outra preocupação permanente é com a qualidade do trabalho que realiza. Foi dessa forma que a Universidade se destacou, em 2008, na avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) do Ministério da Educação – MEC. Em 2010, novamente, a Universidade obteve a nota máxima, cinco, na Avaliação Institucional Externa INEP/SESu/MEC. Em 2011, a Universidade obteve seu recredenciamento por mais dez anos pelo MEC.

Na área tecnológica, a UNISC  está adquirindo densidade não só pelos muitos cursos oferecidos nessa área  e  com os laboratórios que atendem à área , mas também  devido à instalação da  Incubadora Tecnológica e do Parque Científico e Tecnológico da UNISC-Tecnounisc, que está sendo implantado em convênio com o Ministério de Ciência e Tecnologia.

A APESC, além de atuar  na área da educação superior,  através da UNISC,  a partir de 1984 passou a ser também mantenedora da Escola de Ensino Básico Educar-se e,  em1999, do Centro de Educação Profissional da  Unisc – CEPRU.

A diversificação de atividades prosseguiu em 2003, com a aquisição pela APESC do Hospital Santa Cruz, a maior e mais antiga casa de saúde do município de Santa Cruz do Sul e da região. Além de campo de estágio para muitos alunos da UNISC, o hospital é referência em várias áreas e atende a pacientes de todos os municípios da região central do estado.

Em 2012, o HSC recebeu dos Ministérios da Saúde e da Educação o reconhecimento como Hospital de Ensino. Entre outros aspectos, contribuíram para a obtenção dessa distinção a excelente avaliação do Curso de Medicina da UNISC pelo MEC e a implantação de Residências Médicas nas áreas de Clínica Médica, Cirurgia Geral, Pediatria, Medicina de Família e Comunidade e Ginecologia e Obstetrícia.

Os muitos projetos voltados à saúde, à educação, ao esporte, ao meio ambiente, à comunicação e ao desenvolvimento tecnológico reforçam os vínculos de uma Instituição comprometida com princípios éticos e com o desenvolvimento sustentável das comunidades onde está inserida.

Fonte: site da Unisc