Programa de APL’s

O Programa de Fortalecimento das Cadeias e Arranjos Produtivos Locais (APLs) é uma política pública de Estado para estimular e apoiar a auto-organização produtiva de aglomerações setoriais e para promover o desenvolvimento dos territórios. Por meio da cooperação entre empresas, produtores, comunidades e instituições públicas e privadas busca-se ganhos econômicos que aumentem a eficiência produtiva e a renda de empresas, produtores e trabalhadores, refletindo no desenvolvimento da sociedade. O APL é um espaço de cooperação econômica onde toda a comunidade participa na construção dos objetivos e rumos de desenvolvimento. Compõem o programa,  o Projeto Arranjos Produtivos Locais e o Projeto Extensão Produtiva e Inovação.
Com o Projeto APLs, o programa objetiva fomentar a governança e a capacidade técnica das comunidades dos arranjos produtivos e de setores e comunidades priorizadas pelo Estado a estimularem seus fatores endógenos que ampliam sua capacidade de agregação de valor, geração e apropriação local da renda. A cooperação entre instituições públicas e privadas e a coordenação de ações transversais são tidas como determinantes para geração de externalidades econômicas locais.
Com o Projeto Extensão Produtiva e Inovação, o programa implanta núcleos regionais de extensionistas em parceria prioritária com universidades públicas e comunitárias para apoiar diretamente pequenos e médios empreendimentos dos APLs e das cadeias produtivas priorizadas pelas regiões. Ao mesmo tempo, aprimora nas empresas a cultura do investimento e a busca por inovação e conhecimentos junto a universidades, centros tecnológicos e de pesquisa, assessoria e capacitação, além de melhorar a capacidade dessas instituições em atender às reais necessidades das empresas.
Por intermédio do Núcleo Estadual de Ações Transversais, o programa alcança um envolvimento de diversos órgãos e instituições na priorização e deliberação de ações focadas nos APLs.