APL de Alimentos conhece normativa do Susaf-RS

Santa Cruz do Sul – O Arranjo Produtivo Local (APL) de Produção de Alimentos da Agricultura Familiar do Vale do Rio Pardo realizou na manhã desta quarta-feira, dia 31, na Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), uma reunião com governança para debate da nova regulamentação do Susaf-RS. O encontro contou com a participação do diretor de Agricultura Familiar e Agroindústria da SDSCN5542aecretaria de Desenvolvimento Rural, José Alexandre da Silva Rodrigues, do Assessor de Política Agrícola da FETAG-RS, Jocimar Rabaioli e do diretor geral da SEAPI, o médico veterinário Antônio Machado de Aguiar.

Num primeiro momento, o coordenador do APL de Produção de Alimentos da Agricultura Familiar do Vale do Rio Pardo, João Paulo Reis Costa, falou sobre o Daqui Alimentos, cujo aplicativo/plataforma vem sendo finalizado por uma equipe de técnicos e desenvolvedores da UNISC. “Temos absoluta certeza que essa plataforma será um marco na produção e comercialização do circuito dos alimentos produzidos pela agricultura familiar, facilitando e fomentando as cooperativas e feiras da região”, comentou o coordenador.

Após esta pauta, o diretor geral da SEAPI, o médico veterinário Antônio Machado de Aguiar, apresentou o Decreto Nº 54.189 de 14/08/2018 e Instrução Normativa SEAPI nº 10/2018, que regulamenta o novo Sistema Unificado Estadual de Atenção à Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (SUSAF-RS). O decreto assinado pelo Governo do Estado em agosto busca facilitar as adesões dos municípios ao SUSAF-RS, e permite a comercialização de produtos oriundos das inspeções municipais para circulação intermunicipal, dando condições de comercialização dos produtos vindos das pequenas agroindústrias em todo o território estadual. 

“Esse processo que visa tornar mais dinâmica a escoação e o processo produtivo que envolve as nossas agroindústrias familiares, diminui a burocracia, que é um ponto que temos insistido muito. Entendemos que nossas agroindústrias precisam serem olhadas de outra forma, pois não são grandes empresas, nem complexos industriais e sim, possuem um compromisso regional, e de circuito curto não só de produção, mas também de consumo, e essa adequação vem fortalecer a agroindústria não só do Vale do Rio Pardo, mas de todo Rio Grande do Sul”, destacou o coordenador João Paulo Reis Costa.

Moção

Além destes assuntos, ficou definido que será feita uma moção de apoio a manutenção da Secretaria do Desenvolvimento Rural (SDR) para o novo governo que assume o Rio Grande do Sul a partir de 2019. “Vamos produzir um documento com a parceria de outras entidades como COREDE, CISVALE, AMVARP, Consórcio Vale do Jacuí, AMCSERRA, Emater (entre outras) para reforçarmos o nosso entendimento que a SDR precisa ser mantida e em especial fortalecida junto ao novo governo”, finalizou Costa.

 

DSCN5516a

Michele Wrasse
Jornalista / Assessoria de Imprensa/
conteudo@casemkt.com
(51) 3056.2840
FB: CaseMarketing /

CASE MARKETING
Rua 28 de setembro, 624 / sala 624
Centro – 96810 174 – Santa Cruz do Sul/RS
www.casemkt.com

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *