Parecer técnico para funcionamento do CVT é aprovado pelo MCTIC

Rio Pardo – Inaugurado em março durante a Expoagro Afubra, o Centro Vocacional Tecnológico do Vale do Rio Pardo (CVT VRP) teve a mudança do foco de atuação pré-aprovado na semana passada pelos técnicos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Ainda são necessários mais dois passos para que as alterações do plano de trabalho encaminhado ao Ministério em janeiro, possam ser aplicadas e o local passe a funcionar na prática.343597_814762_img_0242

Inicialmente, o CVT atuaria na pesquisa de produção de biocombustível e de extração de óleos vegetais. Mas em dezembro de 2017, a governança, formada por entidades regionais, aprovou a alteração do seu foco de atuação para a promoção de ações aos produtores de tabaco e diversificação da produção da agricultura familiar para a produção de alimentos. A solicitação para a readequação do plano de trabalho e de estrutura foi encaminhada em janeiro para que possa inclusive abrigar o APL de Agroindústria e Produção de Alimentos do Vale do Rio Pardo.

As obras do Centro foram iniciadas em 2014, com recursos federais por intermédio do MCTIC. O empreendimento teve investimento de R$ 2.502.503,00 e possui mais de 900 m² de área construída, com salas de aula, auditório, salas para produção e manipulação de alimentos industrializados, sala de central de informática, área administrativa, centro de convivência, cozinha e banheiros. Algumas instalações ainda carecem de adequação, previstas no novo plano de trabalho.

Uma reunião nesta quinta-feira, dia 9, no gabinete doa prefeito de Rio Pardo, Rafael de Barros, com as presenças do secretário de Planejamento, Indústria e Comércio, Diego Dressler; da coordenadora de Central de Projetos, Deizemara Ana de Souza, e de uma comitiva da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), do pró-reitor de Extensão e Relações Comunitárias, Angelo Hoff; Patrícia Maria Konzen Klamt, assessora de Prestação de Serviços, e o gestor do APL de Produção de Alimentos da Agricultura Familiar do Vale do Rio Pardo, Jesus Edemir Rodrigues, discutiu as próximas ações referentes ao CVT.

O prefeito Rafael Barros destacou a importância desta alteração no plano de trabalho para que possam ser finalizadas as adequações na estrutura, como a instalação de um refeitório, uma cozinha para a industrialização de alimentos, entre outras mudanças. “É preciso receber o aval para possamos dar fim a essas adequações e podermos colocar o CVT em funcionamento que é essencial para a nossa região”, destacou o prefeito. Com as novidades, a expectativa da equipe de gestão é de que o centro entre em funcionamento ainda neste segundo semestre.

Atividades

Entre as atividades planejadas para o CVT VRP estão o atendimento às famílias rurais com um conjunto de ações de extensão. Estão previstos cursos nas áreas de Boas práticas de produção primária de olericulturas, piscicultura, fruticultura; Dietas e melhoramento genético da produção de leite; Boas práticas de beneficiamento de alimentos de origem vegetal e animal; o de Gestão da unidade de produção familiar, associativismo e cooperativismo; e o de Produção orgânica, agroecológica e certificação.

Assessoria de Imprensa do APL Agroindústria e Produção de Alimentos do VRP

Jacson Miguel Stülp – MTb /DRT-RS 9692

Direção de Conteúdo

Jornalista / Assessoria de Imprensa/ assessoria@casemkt.com

(51) 3056.2840 / 9999.46313

FB: CaseMarketing / Skype: Jacson.miguel.stulp

CASE MARKETING

Rua 28 de setembro, 624 / sala 624 Centro – 96810 174 – Santa Cruz do Sul/RS

www.casemkt.com

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *