APL VRP foca na finalização da plataforma Daqui Alimentos

Aplicativo já está sendo testado junto a agricultores familiares e cooperativas a fim de aprimorar as funções

Santa Cruz do Sul – Daqui Alimentos é o nome da plataforma de comercialização que está sendo finalizada pelo APL VRP – Agroindústria e Produção de Alimentos do Vale do Rio Pardo. O lançamento deverá acontecer no ano que vem, durante a realização da E326998_751908_img_4750xpoagro Afubra e servirá como importante ferramenta para que os agricultores familiares, agroindústrias, cooperativas consigam expor e vender seus produtos para os diferentes públicos.

A apresentação do nome e também dos detalhes da ferramenta foram debatidos na reunião da Governança do APL VRP, na terça-feira, dia 21, na Unisc. O aplicativo Daqui Alimentos está sendo concebido pela Unisc. Os recursos são oriundos de um convênio com o Governo do Estado. O convênio, com o apoio do gabinete do deputado Estadual Edson Brum, foi prorrogado até março de 2017 no mês passado, num esforço para que tivesse todas as funcionalidades testadas e aprimoradas.

“Obtivemos a prorrogação deste convênio para finalizarmos e cumprirmos com uma das metas que é a de deixar a plataforma rodando de forma funcional. Agora, todos os atores – agricultores familiares, cooperativas, agroindústrias, entre outros – estão fazendo os devidos testes para aprimorar o sistema”, destaca o coordenador do APL VRP, João Paulo Reis Costa.

A reunião ainda serviu para que o APL VRPapresentasse à governança o Plano Estratégico de Desenvolvimento e Marketing, que foi elaborado pela América Consultoria e Marketing – empresa contratada pelo Governo do Estado para este fim. “Iremos retomar a análise desse plano, que é um norte para o APL, e nos leva a abrir os olhos frente as oportunidades e as ameaças ao setor de produção de alimentos na região, num contexto amplo”, observou o coordenador João Paulo Reis Costa. Outro tema tratado foi a instalação do Centro Vocacional Tecnológico (CVT), estrutura na qual o APL VRP fará parte.326998_751905_img_4755

2018

Ainda foram debatidas estratégias do APL VRP para o ano que vem. Entre as diretrizes apresentadas está a aproximação do arranjo junto aos agricultores familiares; fazer um monitoramento das feiras nos municípios da região a fim de fomentar e incentivar o mercado local através das feiras; intensificar as práticas de produção orgânica e agroecológica; colocar em prática a implantação da plataforma e aplicativo Daqui Alimentos, superação dos entraves locais e burocráticos para a comercialização dos produtos; buscar a parceria com a Universidade para desenvolver de marcas para produtores e agroindústrias na área de comunicação; esclarecer a importância política do APL e uso e efetivação de ferramentas de gestão nas agroindústrias. A próxima reunião de governança foi marcada para o dia 19 de dezembro.

Agricultura Familiar tem feira de produtos durante a Oktoberfest

Agroindústrias de alimentos, de artesanatos, expositores de flores e viveiros, e ervateira participaram da programação

11Os agricultores familiares do Vale do Rio Pardo participaram ativamente da 33ª Oktoberfest. Por intermédio da Feira da Agroindústria Familiar, em torno de 30 empreendimentos da região do Vale do Rio Pardo estiveram na festa da Alegria, onde tiveram a oportunidade de expor e de comercializar produtos. Um montante de R$ 140 mil foi comercializado em produtos no local.
O espaço foi localizado junto ao Pórtico do Parque da Oktoberfest e foi disponibilizado com recursos da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo – SDR numa parceria com o APL de Agroindústria e Produção de Alimentos do Vale do Rio Pardo.
2Segundo o gestor do APL VRP, Jesus Edemir Rodrigues, o objetivo foi o de disponibilizar este espaço para os agricultores familiares, sendo uma oportunidade de negócios. “Da mesma forma como apoiamos outras feiras, a Oktoberfest é um espaço importante para as agroindústrias e os agricultores familiares”, citou.
Estiveram presentes 20 agroindústrias de alimentos, que apresentaram os mais variados produtos, seis de artesanato e três expositores de flores e viveiros e uma ervateira. Segundo o coordenador geral da Feira da Agroindústria Familiar, Moisés Mora, a oportunidade foi muito importante. “O visitante teve à sua disposição produtos como cucas, pães, salames, até artesanatos e bebidas. Trata-se de um ambiente para promover o que é produzido nas propriedades da nossa região”, explica Mora.
Os agricultores do interior de Santa Cruz do Sul e região têm na comercialização dos produtos o sustento de suas famílias. “Os produtos coloniais da nossa região, além de deliciosos, são de muita qualidade. Todo ano, sempre temos uma grande procura da feira da agroindústria familiar. É um espaço que já está consolidado em nossa programação”, completou Mora.
Participaram da Oktoberfest as seguintes agroindústrias: Agro 66 Embutidos, de Vera Cruz; Agroindústria Palmajo, de Rio Pardo; Agroindústria Sabor Caseiro, de Barros Cassal; Agroindústria Sabores do Vale, de Vale do Sol; Agroindústria Tebeck, de Pantano Grande; Agroindústria Todo Dia, de Barros Cassal; Agroindustrial Tigre, de Arroio do Tigre; Alambique Belvedere, de Augusto Pestana; Alevinões Schneider, de Passo do Sobrado; Amigas do Campo Artesanato, de Santa Cruz do Sul; Arte Haus Artesanato, de Sinimbu; Associação Santacruzense de Apicultores, de Santa Cruz do Sul; Basteleihaus – Casa de Trabalhos Manuais, de Santa Cruz do Sul; Bella Flor, de Rio Pardo; Cantinho do Artesanato, de Sinimbu; Cooperg, de Garibaldi; Cooperlaf, de Boqueirão do Leão; Coopersanta, de Santa Cruz do Sul; Destilados Santin, de Bento Gonçalves; Embutidos Godoy, de Santa Cruz do Sul; Erva Mate Santa Cruz, de Santa Cruz do Sul; Grupo de Produtores de Flores, Passo do Sobrado; Hirsch Conservas, de Santa Cruz do Sul; Indígenas Kaingang, de Porto Alegre; Iraci Artesanato, de Sinimbu; Natura Eat Alimentos, de Venâncio Aires; Nossa Casa Produtos Coloniais, de Passo do Sobrado; Shena Whurst Haus, de Santa Cruz do Sul; Sucos Bartz, de Vera Cruz; e Viveiro de Mudas Eisenhardt, de Santa Cruz do Sul.

APL VRP: Reunião de governança debate diretrizes de 2018

Encontro ocorre no próximo dia 21, na Universidade de Santa cruz do Sul (Unisc)326341_749408_img_9779

Santa Cruz do Sul – O APL de Agroindústria e Produção de Alimentos do Vale do Rio Pardo realiza reunião de Governança na próxima semana, dia 21, a partir das 14 horas, na sala 106 do Bloco 1 da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc). Trata-se de um encontro entre as entidades que compõe a governança regional do arranjo, que irão debater importantes assuntos relacionados à atividade da agricultura familiar.

Na pauta, segundo o gestor do APL VRP, Jesus Edemir Rodrigues, está a apresentação e o lançamento do Plano de Desenvolvimento e Marketing do APL, desenvolvido pela América Consultoria e Marketing, contratada pelo Governo do Estado. Ainda haverá a apresentação e a discussão da proposta das diretrizes de trabalho para a entidade para o ano de 2018.

Haverá, ainda o relato do andamento do desenvolvimento e da prorrogação do convênio da plataforma de comercialização que está sendo montada pelo APL, e ainda um relato das reuniões do comitê gestor do Centro Vocacional Tecnológico (CVT), em Rincão del Rey, Rio Pardo, e o último item da pauta é a divulgação das inscrições e regulamento para participação das agroindústrias familiares na Expoagro Afubra 2018.

Esta será a primeira reunião de Governança sob o comando do novo coordenador do APL VRP, João Paulo Reis Costa, que foi eleito no mês de setembro para o cargo, em substituição a Sérgio Reis.