APL VRP: Empresários de Gravataí buscam ideias de inovação na agricultura familiar

Santa Cruz do Sul – A busca pela abertura de novos mercados faz as empresas saírem da zona de conforto e conhecer realidades novas. Foi o que fez o grupo de empresários do setor metalmecânico de Gravataí, que encontrou na agricultura familiar do Vale do Rio Pardo uma forma de buscar ideias para o desenvolvimento de novos produtos e inovação no mercado.325018_744415_img_2956

O APL MEC, com base em Gravataí, possui sua governança através pelo Setorial Metalmecânico do Vale do Gravataí (SEMMEGRA), que atua desde 2001. A comitiva foi composta pelos empresários Dilque Dionis Westphal, presidente da entidade e representante da New-teck Equipamentos e Sistemas; Claudio Klein, da KS Industrial; Everaldo Romeiro, da Qualisul Metrologia; Mateus Rolim, da Metalúrgica Rolim e Rodrigo Kayser Schwertner, gestor executivo da SEMMEGRA.

O objetivo da missão, segundo Rodrigo Kayser Schwetner, foi conhecer a realidade das agroindústrias familiares e cooperativas afim de colher ideias de novos equipamentos que podem ser desenvolvidos pelas empresas do grupo. “Estamos abrindo novos mercados. A crise impõem as empresa a busca de novas de negócio e a agricultura familiar e as agroindústrias são potenciais demandantes de equipamentos além de convergirem na direção dos valores e princípios que temos dentro do SEMMEGRA”, destaca.

A comitiva foi acompanhada pelo gestor do APL VRP, Jesus Edemir Rodrigues, e cumpriu um roteiro que incluiu as agroindústrias de produção de melado e polpa de frutas da família Bartz, em Linha Dona Josefa, Vera Cruz; a agroindústria Sabores do Vale, em Vale do Sol; a Coopersanta, em Santa Cruz do Sul; e a agroindústria Schuh, em Cerro Alegre Alto.

Os empresários conheceram os processos produtivos de melado e polpa de frutas, além de uma máquina de descascar aipim. “Iremos estudar alguma forma de desenvolver ferramentas que possam melhorar o dia-a-dia do trabalho desses agricultores. E é claro, que essa inovação possa ser produzida em escala para ser colocada para outras agroindústrias”, destacou o empresário Dilque Dionis Westphal.

Novidade
O grupo de empresários ficou impressionado com um implemento que encontrou na agroindústria Schuh, em Cerro Alegre Alto. O seu Marino Schuh, junto com a filha Daniela, criou uma estrutura capaz de plantar aipim de forma mecanizada com um trator. O equipamento é capaz de plantar 1,8 mil pés de aipim por hora, junto com a aplicação de adubo.

“Eu pensei muito de como tinha que ser a sequência e fui adaptando os equipamentos que tinha na propriedade. Esse foi o primeiro ano que usamos a máquina e deu tudo muito certo. É claro que ela poderia plantar mais pés de aipim, mas é preciso que o equipamento se adapte à necessidade da propriedade”, destacou Marino. Ele ainda concebeu um implemento para a lavagem de cenouras, batatas e o próprio aipim.

Agroindústria Sabores do Vale, em Vale do Sol, também apresentou necessidades (Jacson Miguel Stülp/CaseMKT)

Agroindústria Sabores do Vale, em Vale do Sol, também apresentou necessidades
(Jacson Miguel Stülp/CaseMKT)

 

Sistema de processamento mínimo da Copersanta também foi conhecido (Jacson Miguel Stülp/CaseMKT)

Sistema de processamento mínimo da Copersanta também foi conhecido
(Jacson Miguel Stülp/CaseMKT)

 

Marino Schuh mostra implemento para o plantio de aipim em Cerro Alegre Alto (Jacson Miguel Stülp/CaseMKT)

Marino Schuh mostra implemento para o plantio de aipim em Cerro Alegre Alto
(Jacson Miguel Stülp/CaseMKT)

 

 

Equipamento para bater o melado foi visto na agroindústria de melados Bartz (Jacson Miguel Stülp/CaseMKT)

Equipamento para bater o melado foi visto na agroindústria de melados Bartz
(Jacson Miguel Stülp/CaseMKT)

 

Alexandre Bartz mostra processo de produção de polpa de frutas em D. Josefa (Jacson Miguel Stülp/CaseMKT)

Alexandre Bartz mostra processo de produção de polpa de frutas em D. Josefa
(Jacson Miguel Stülp/CaseMKT)

Case Marketing – Assessoria de Imprensa do APL VRP

Contatos: assessoria@casemkt.com (51) 3056.2840 / 9999.46313

FB: CaseMarketing

Rua 28 de setembro, 624 / sala 624 Centro – 96810 174 – Santa Cruz do Sul/RS

www.casemkt.com

APL VRP recebe visita de grupo de empresas do Vale do Gravataí

Santa Cruz do Sul – O APL VRP – Agroindústria e Produção de Alimentos recebe nesta quinta-feira, dia 26, uma missão do Vale do Gravataí, formado por empresas do setor metalomecânico. A comitiva vem visitar as agroindústrias locais para conhecer a realidade e identificar a necessidade de máquinas e equipamentos que poderão ser projetados para uso na atividade local.

O roteiro de visitas, segundo o gestordo APL VRP, Jesus Edemir Rodrigues, inclui a agroindústria de melados de Ingo Bartz, a de polpa de frutas e sucos de Alexandre Bartz, ambos em Dona Josefa, Vera Cruz; agroindústria Sabores do Vale, de Vale do Sol; a Coopersanta, em Santa Cruz do Sul; e a Agroindústria de Vegetais Schuh, em Cerro Alegre Alto.

O gestor do APL VRP explica que a vinda da comitiva é muito importante pela integração das agroindústrias familiares com outros setores da economia, neste caso, o metalomecânico da região de Gravataí. “Essas empresas terão condições de identificar equipamentos que possam melhorar o beneficiamento da produção de alimentos dessas agroindústrias”, aponta.

O grupo de empresas do Vale do Gravataí – Gravataí e Cachoeirinha – integra a Setorial Metalmecânico do Vale do Gravataí (Semmegra) e o APL MEC, e atua a 16 anos desenvolvendo ações de fomento ao setor metalmecânico, organizando rodadas de negócios, capacitações, missões empresariais, compras coletivas, catalisação de informações de mercado, fomento a sinergia entre as empresas, desenvolvimento de novos produtos e serviços entre as empresas, dentre outros. A entidade está sediada na Ulbratech, em Gravataí.

As empresas que estão associadas ao grupo prestam serviços e fabricam produtos conforme a necessidade dos clientes tendo como diferencial a atuação conjunta entre as empresas no desenvolvimento e execução de projetos especiais.

324854_743751_dscn9468

Agricultura Familiar: Convênio do APL VRP é prorrogado pelo Governo do Estado

WhatsApp Image 2017-10-05 at 16.35.59Porto Alegre – O Governo do Estado, por intermédio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT) fez a prorrogação por mais seis meses, do convênio com a Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) para o Arranjo Produtivo Local (APL VRP) de Agroindústria e Produção de Alimentos do Vale do Rio Pardo.
A assinatura da prorrogação ocorreu na quarta-feira, na SDECT, pelo pró-reitor de Extensão e Relações Comunitárias da Unisc, Ângelo Hoff, e pelo secretário adjunto da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Evandro Fontana. Os recursos do convênio totalizam R$ 410 mil, e estão sendo aplicados no desenvolvimento de um aplicativo a ser utilizado para a comercialização de produtos da agricultura familiar. A ferramenta será utilizada por agricultores, cooperativas, comerciantes, compradores e terá uma série de funções, entre as quais, ainda o de gerenciamento da propriedade, por exemplo.
Conforme a diretora do departamento de Ciência, Inovação e Tecnologia da SDECT, Suzana Sperry, os APLs fomentam a governança e a capacidade técnica das comunidades e de setores priorizados pelo Estado. Além disso, segundo ela, estimulam fatores endógenos que ampliam sua capacidade de agregação de valor, criação de postos de trabalho e geração local de renda.
Um APL é um conjunto de empresas, produtores e instituições que, em um mesmo território, mantêm vínculos de cooperação. Com produtos semelhantes, participam da mesma cadeia produtiva, utilizam insumos comuns, necessitam de tecnologias semelhantes e informações sobre os mesmos mercados. No caso do APL VRP, tem o foco na produção de alimentos oriundos da agricultura familiar, visando abastecer o mercado regional e institucional.
O gestor do APL VRP, Jesus Edemir Rodrigues, destaca que a prorrogação do convênio com o Governo do Estado foi muito importante para que as etapas finais do aplicativo pudessem ser testadas. “Agradecemos a interferência do deputado Edson Brum para conseguirmos a prorrogação, pois ela vai permitir que sejam feitos os últimos ajustes e testes da ferramenta junto aos nossos agricultores”, observou.
Participaram da reunião a assessora de prestação de serviços da Pró-Reitoria de Extensão e Relações Comunitárias, Patrícia Klamt; o coordenador do APL VRP, João Paulo Reis Costa; o gestor do APL VRP, Jesus Edemir Rodrigues, e o representante do gabinete do Deputado Edson Brum, Daniro Goetze.