APLS DE AGROINDÚSTRIAS IRÃO ORGANIZAR VENDAS CONJUNTA DE PRODUTOS

 

Plataforma digital irá auxiliar nas comercialização

Plataforma digital irá auxiliar nas comercialização – Foto: Josias Bervanger/ AGDI

Comercializar em conjunto os alimentos produzidos pelos Arranjos Produtivos Locais. Este foi o principal encaminhamento ao término do 3º Encontro de APLs de Agroindústrias e Alimentos, realizado durante dois dias em Iraí e encerrado nesta sexta-feira (29).

Uma plataforma digital nos mesmo moldes da já utilizada pelo APL de Agroindústria e Diversidade do Médio Alto Uruguai irá auxiliar na organização das vendas. “A ideia é unir esforços. Há um mercado aberto para receber esta demanda de produtos, como escolas e hospitais. Os arranjos também irão atuar juntos no auxílio as prefeituras para regularizar a situação dos municípios junto ao Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agroindustrial, Susaf. São exemplos como estes que mostram que ao criar um arranjo a economia local agrega valor na solução de suas demandas e no caminho do desenvolvimento das regiões”, destaca o diretor da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento Sergio Kapron.

Participaram do 3º Encontro dos APLs de Agroindústria Familiar e Alimentos os arranjos das regiões Celeiro, Médio Alto Uruguai, Missões, Vale do Rio Pardo, Vale do Taquari e APL Alimentos da Região Sul.

 

 

ENCONTRO EM IRAÍ DEBATE DESENVOLVIMENTO DE APLS DE AGROINDÚSTRIA

Agência de Desenvolvimento Regional completa um ano de atividades

Agência de Desenvolvimento Regional completa um ano de atividades – Foto: Josias Bervanger/AGDI

O 3º Encontro dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) das Agroindústrias Familiares do RS foi aberto oficialmente na noite desta quinta-feira (28). O evento, realizado em Iraí, reúne gestores de arranjos deste setor econômico e tem como objetivo avançar na organização dos APLs e nas adequações aos Sistemas de Inspeção Municipal (SIM) e Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agroindustrial (Susaf). Além disso, tem como objetivo avaliar o estágio atual dos arranjos, expor os Planos de Desenvolvimento e apresentar o Fundo APL.

Na abertura, foi comemorado o aniversário de um ano da Agência de Desenvolvimento do Médio Alto Uruguai (Admau). A instituição, apesar do pouco tempo de atuação, já é considerada um exemplo organizativo de articulação de desenvolvimento regional.

Representando o governador Tarso Genro no evento, o secretário de Planejamento, Gestão e Participação Cidadã, João Motta, destacou que a região vive um processo de retomada de seu desenvolvimento local. “Acabo de vir de uma agenda em Palmitinho, onde na cidade está se deslumbrando a criação de uma agroindústria de suínos. Isso significa mais empregos e um novo patamar para este município, até então de economia deprimida. E isso está ocorrendo muito em função do papel que o APL e esta Agência de Desenvolvimento regional têm desenvolvido.”

No mesmo sentido, falou o diretor-presidente da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), Ivan De Pellegin. “Eu enxergo a criação da Agência de Desenvolvimento do Médio e Alto Uruguai como uma inovação. Quem fortalece um APL são os seus gestores e a capacidade de articular as entidades e empresas de determinada região para pensar juntos o desenvolvimento local”, afirmou De Pellegrin.

Ainda na noite de quinta-feira, representantes dos municípios de Iraí, Erval Seco, Nova Boa Vista, Pinhal, Rodeio Bonito e Pinheirinho do Vale entregaram ao coordenador de Adesão ao Munícipios do Susaf, da Secretaria de Agricultura e Pecuária, Luis Fernando Dalcin, solicitação de auditoria de equivalência do Susaf. “Até dezembro de 2013, nós tínhamos sete documentações de munícipio. E só hoje, aqui, foram entregues sete”, destacou Dalcin.

Participam do 3º Encontro dos APLs de Agroindústria Familiar e Alimentos os arranjos das regiões Celeiro, Médio Alto Uruguai, Missões, Vale do Rio Pardo, Vale do Taquari e APL Alimentos da Região Sul.

Confira a programação deste segundo dia do evento:

8h30 – Apresentação do Plano de Desenvolvimento do APL de Agroindústria Familiar Região Celeiro

9h00 – Apresentação do Plano de Desenvolvimento do APL de Agroindústria Familiar Região Missões

9h30 – Apresentação dos principais projetos agregadores de valor e ações coletivas dos APLs das Agroindústrias Familiares e Alimentos

10h00 – Debate entre os APLs

10h30 – Coffee Break

10h50 – Perspectivas das compras institucionais da Agroindústria Familiar – Gervásio Plucinski – Secretária de Desenvolvimento Rural do Governo do RS

11h10 – Apresentação do Fundo APL e fontes de financiamento e identificação e elaboração de projetos estratégicos agregadores de valor

12h00 – Almoço

13h30 – Experiência APL do Médio Alto Uruguai no apoio à implantação do Susaf. Modelo de Apoio às prefeituras. Legalização das Agroindústrias Familiares. Sistema de gestão local

15h30 – Coffee Break

15h45 – Debate entre os APLs

17h – Encerramento

MÉDIO ALTO URUGUAI ENTRA NA ROTA DE DESENVOLVIMENTO DO RS

Representantes da AGDI e de outros órgãos visitam agroindústrias

Representantes da AGDI e de outros órgãos visitam agroindústrias – Foto: Josias Bervanger

Na manhã desta quinta-feira (28), na região do Médio Alto Uruguai, teve início uma série de visitas de gestores do Governo do Estado a empresas apoiadas pela Política Industrial do Executivo gaúcho. A agenda faz parte do 3º Encontro dos APLs da Agroindústria Familiar e Alimentos, que teve sua abertura oficial às 18h, em Iraí.
O diretor da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI) Sérgio Kapron, o diretor do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) José Hermeto Hoffmann, representantes da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social e da Secretaria de Desenvolvimento Rural, integrantes do APL de Agroindústria Familiar do Médio Alto Uruguai e da Agência de Desenvolvimento do Médio Alto Uruguai estiveram nas indústrias Agrodanieli (frangos), de Trindade do Sul, e Acadrolli (suínos), em Rodeio Bonito. As duas empresas são empreendimentos apoiados por financiamento de R$ 60 milhões e R$ 7 milhões, respectivamente, do BRDE.
“São empreendimentos que têm uma interface com o arranjo da região. Queremos agregar a matéria-prima e a produção das empresas que formam o APL de Agroindústria do Médio Alto Uruguai com a produção dessas empresas, gerando renda, conhecimento, oportunidades de trabalho para a juventude e desenvolvimento local. A região, que era carente de investimentos, reverteu esse cenário. E hoje, com os investimentos do governo do RS, o apoio da comunidade e dos empresários, está revertendo esse cenário e entrando na rota de desenvolvimento do RS”, avaliou Kapron.

Por último, foram visitadas as obras da Labema Alimentos, uma agroindústria de suínos com previsão de empregar 250 trabalhadores. Até agora, o governo investiu R$ 65 milhões neste projeto. Também participou da visita o secretário de Planejamento, Gestão e Participação Cidadã, João Motta.